Pages

sábado, 22 de outubro de 2011

Meninos perfeitos me dão sono. Sério. Nada contra, mas… que coisa chata. Conviver com gente metida a perfeita me dá tédio. Prefiro aquele louco, desarrumado, atrapalhado, que não sabe o que dizer, não sabe o que fazer, não sabe o que falar, do que aquele que já vem com frases prontas, cabelo arrumadinho e um buquê de flores na mão. Gosto de espontaneidade. Me sinto a vontade com quem não força nada, com quem comete erro e dá a cara a tapa também. Porque velho, eu sou toda ao avesso, erro pra caramba, sou estranha, cheia de manias, meu cabelo é bagunçado, minha vida é bagunçada, meu humor é inconstante, falo merda, muita merda, e não preciso de um cara comportado e cheio de lição de moral e bons modos do meu lado. Entende? Quero ser feliz, não só na aparência. Se eu quiser frases bonitinhas, entro no pensador.com e acho. Perfeição é um saco.
(Vitória Meneses)

Nenhum comentário:

Postar um comentário